Roteiro para 3 dias em Montevidéu: perfeito para um feriadão!

Um voo para Montevidéu pode ser mais curto do que para muitos outros lugares do Brasil, dependendo de onde se estiver. No nosso caso, por exemplo, saímos de manhã cedo e pousamos por lá ao meio dia. Essa e outras facilidades fazem com que a capital uruguaia seja o destino perfeito para um feriado prolongado ou, até mesmo, um fim de semana. 

A cidade é prática e os principais atrativos turísticos ficam próximos. Quem consegue mais tempo, pode esticar até Colonia Del Sacramento ou Punta Del Este, mas, acredite, Montevidéu por si só já vale a passagem para a terra do Mujica! 😉

Montevideo

A seguir, compartilhamos o roteiro de tudo o que fizemos e planejamos para curtir Montevidéu em três dias.

 

1º dia – Centro/ Ciudad Vieja

Se o seu voo for como o nosso e chegar no início da tarde, deixe a bagagem na sua hospedagem e parta para a rua.

Nós fizemos (e recomendamos MUITO) um Free Walking Tour no nosso primeiro dia e contamos nossa experiência aqui.  É uma excelente introdução da cidade que poupa tempo e enriquece a visita.

Se não quiser ou não puder, vá direto à Plaza Independencia. Lembra que falamos que no centro pagariam melhor pelo seu dinheiro do que no aeroporto? É nessa região que você poderá fazer o câmbio de Reais por Pesos Uruguaios.

Da Plaza Independencia é possível avistar alguns dos pontos mais importantes do país e iniciar seu roteiro. Com certeza você já estará com seu mapa da cidade em mãos e é hora de identificar lugares como Palacio Salvo, Mausoléu Artigas, Teatro Solis, Puerta de La Ciudadela, Peatonal Sarandi, Catedral Metropolitana de Montevideo, Plaza Matriz, Plaza Zabala, Peatonal Perez Castellano e o Mercado Del Puerto.

Se você chegar por lá no fim da tarde, como nós, não vai ter muita coisa para olhar, porque tudo já estará fechando. Além disso, lembre-se que é uma zona portuária, então atenção. 😉

Para sair da Ciudad Vieja, você pode retornar a pé (o que não é muito recomendável se for noite), pegar um ônibus ou um taxi/ Uber nas ruas mais movimentadas. Neste post explicamos como andar de ônibus em Montevidéu.

Esse é o basicão da Ciudad Vieja, para se situar e, no outro dia, conhecer com calma, entrar nos museus, lojinhas etc.

 

2º dia – Cultura, pontos turístico e gastronomia  

No segundo dia tome um bom café da manhã, coloque o calçado mais confortável e tome um ônibus que lhe deixe na principal avenida do país, a 18 de Julio.

Av 18 de Julio

Desça na altura da prefeitura de Montevidéu, chamada de Intendencia. É fácil reconhecer o alto Edifício de tijolinhos à vista. Entre e peça informações sobre o Mirador, pois lá você conseguirá uma visão 360º da cidade! Tome o elevador até o 22º andar e aproveite a vista. Se estiver ventando e frio neste dia, pelo amor de Deus, lembre-se desse conselho: leve touca e cachecol e coloque antes de sair do elevador!

Saindo da Intendencia, na esquina com a Ejido, tem uma central de informações turísticas com um pessoal muito bacana! Aproveite para visitá-la, se tiver alguma dúvida.

Continue na Avenida 18 de Julio. Por lá tem vários mercados bons para comprar coisas como água e snacks para consumir durante o dia. Sem falar nas casas de câmbio, growshops e infinitas lojas de sapato. Lá é o agito da cidade, a rua mais movimentada e com mais serviços, onde se pode sentir o dia a dia dos montevideanos.

Ao final, você estará no exato ponto que começou o tour do dia anterior. Se for perto das 11h ou do 12h, corra para o Teatro Solis e faça uma visita guiada, com duração de cerca de 50 minutos.

Você pode seguir pela Sarandí e entrar na paralela Rincón. Lá, visite o Museo Andes 1972, criado em memória ao voo que caiu na Cordilheira dos Andes com uma equipe uruguaia de rúgbi, cujos sobreviventes aguentaram 69 dias no meio da neve em situações terríveis.

A fome já bateu? Você pode seguir a Peatonal Sarandí até o Mercado Del Puerto e experimentar a famosa Parrillada, o churrasco uruguaio. Nós optamos pelo Menu Ejecutivo na Cervejaria Matriz, bem em frente à praça Matriz. Veja nossas dicas para gastar menos com alimentação,  aqui.

De qualquer jeito, siga pela Sarandí. Adoramos essa rua e é uma das coisas que mais vai dar saudade. Cheia de vida, cor, street art, artesanato, músicos… uma delícia caminhar por ali!

Uruguai 090

Ande até a Perez Castellano e saia na região do Mercado Del Puerto. Se já almoçou, agora é hora de fuçar as lojas de lembracinhas.

Por incrível que pareça, apesar de ser a região que os cruzeiros param e todos os city tours passam, foi lá que encontramos alfajores, imãs e otras cocitas com o melhor preço. No post sobre como gastar pouco em Montevidéu  também detalhamos mais esse assunto! 😉 Ah! Ali perto tem o Museo Del Carnaval, na Rambla 25 de Agosto.

Compras feitas? Você pode continuar curtindo a região ou tomar um ônibus sentido Pocitos ou Punta Carretas e descer próximo à Rambla República Del Peru. É só pedir para o cobrador te avisar o ponto para descer. Se tiver dúvidas, clique aqui.

Na Rambla você já vai avistar o famoso Letrero Montevideo! Curta a beira-mar/rio, sente num banquinho, curta a brisa (se não estiver a quase 30km/h como foi no nosso caso) e aproveite a caminhada até lá.

Letrero Montevideo

Outra opção é fazer uma visita guiada pelo Estádio Centenário e conhecer o museu do futebol! Nós conseguimos assistir um jogo da seleção uruguaia e contamos aqui como foi a experiência.

 

3º dia: Mercado Agrícola, natureza e compras

Nosso voo saiu à tarde, então não pudemos arriscar muitas coisas, mas conseguimos curtir com calma. Porém, choveu muito e não conseguimos fazer toda a programação. Mas segue uma sugestão:

No bairro Aguada, próximo ao centro, está o Mercado Agrícola. Não tem nada a ver com o Mercado Del Puerto. Lá é onde os montevideanos frequentam com a família e nos lembrou um pouco o Mercadão de São Paulo, mas mais “fino”. Ele é todo reformado e bem organizado. Tem plantas, produtos naturais, carnes, doces, antiguidades e mais um monte de coisas. E uma praça de alimentação bem lindinha e com preços bem OK. 😀

Seguindo sentido Rambla, está um dos prédios mais modernos da cidade, a Torre de las Telecomunicaciones. Infelizmente, pela chuva, não pudemos subir o mirante, mas a vista deve ser incrível!

De lá, atravesse a cidade para o Parque Rodó, o mais famoso. Nós só passamos por ele, também por conta do mau tempo. Mas é uma parada imperdível para quem visita Montevidéu. Ali ao lado, na Playa Ramirez, dizem ter um por do sol lindo!

Se ainda tiver tempo, não muito longe de lá está o principal shopping da cidade, o Punta Carretas. Lá funcionou uma prisão, que, inclusive, o ex-presidente Mujica esteve preso no período da ditadura militar.

 

Noite em Montevidéu

O mau tempo não nos deixou passear muito à noite por Montevidéu, mas, sem dúvida, as orlas de Pocito e Punta Carretas são as opções mais indicadas para quem procura boa gastronomia e baladas. Entenda as regiões.

Contudo, em uma das noites aproveitamos para assistir a um amistoso da seleção uruguaia e, em outra, uma peça no Teatro Solis. Veja os detalhes neste e neste post, respectivamente.

Tem mais sugestões bacanas de roteiro? Fique à vontade para compartilhar nos comentários! Se ficou com dúvida ou precisa de mais alguma informação, também deixe um recado e tentaremos lhe ajudar! 🙂

 

Anúncios

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s