Como gastar menos no Uruguai

Na verdade, queríamos que o título desse post fosse “Como gastar pouco no Uruguai”, mas olha, isso foi uma coisa que não conseguimos fazer! Haha 😛

Não se deixe enganar pela ilusão de trocar R$100 e receber mais de 800 pesos. O custo das coisas por lá é ligeiramente mais alto do que aqui no Brasil. Aliás, quem mora em grandes centros como São Paulo ou Rio de Janeiro, vai sentir menos. Mas, nós que moramos em Santa Catarina e pagamos R$4,50 em uma lata de Coca Cola em um restaurante, estranhamos pagar de R$8 a R$10 por lá. 

A seguir, separamos algumas dicas para economizar no Uruguai, com base em nossa experiência.

 

No dia a dia:

  • Ao chegarmos ao hotel, estávamos sem água e bebemos a do frigobar – antes de olhar o preço. Gente, USD3 pela garrafinha de 600ml de água. Se tivéssemos compramos uma garrafa no aeroporto, teria sido mais barato. De qualquer forma, procure sempre comprar água no mercado que, ainda assim, é cara. Encontramos por 29 e 30 pesos, o que nos custava mais de R$3,50 na melhor cotação.
  • Lanchinhos no meio da tarde ou da manhã podem sair mais econômicos se você comprá-los no supermercado. Uma boa rede é a Tata, que encontramos muito pelo centro e nos shoppings. Cuidado com os mercadinhos Express, estilo Pão de Açúcar!
  • Ao pegar taxi, saiba sempre um ponto de referência para o seu destino e faça cara de quem manja tudo sobre a localização. Isso evita possíveis voltas a mais.
  • De jeito nenhum feche taxi pelo seu hotel para retornar para o aeroporto. Ofereceram-nos por 1050 pesos, mas pagamos apenas 500, com o Uber.
  • Muitos restaurantes cobram um tal de “cubierto” que pode surpreender no final da conta. Pelo que entendemos, é tipo um seguro que os restaurantes cobram pelo uso dos talheres, copos, guardanapos etc. Pois é, bizarro… Mas pelo menos eles avisam isso em placas ou no cardápio.

 

Descontos:

O Uruguai tem alguns incentivos ao turismo estrangeiro e um deles é em relação à isenção do imposto IVA. Resumidamente, temos:

  • Isenção de IVA em diárias de hotel, com qualquer meio de pagamento (pagando na hora).
  • Devolução de 18,5% no IVA no pagamento de restaurantes e locadoras de carro com cartão de crédito internacional. O desconto vem na hora. Vale muito a pena usar, mesmo com nosso IOF de 6,38%.
  • Devolução de 10% de IVA no aluguel de imóveis de temporada, pago com cartão de crédito internacional.
  • Aceitam pagamento de pedágio em real, dólar ou peso argentino.
  • Lojas Tax-Free: Algumas lojas identificadas com o selo Tax-Free proporcionam a devolução do IVA também. Para isso, você deve informar ao atendente que deseja o Tax-Free e eles vão fazer um cadastro e te entregar um formulário. O desconto não é aplicado na hora, você precisará solicitar o reembolso no aeroporto ou na fronteira que você entrou. No aeroporto, este guichê está no andar térreo, bem escondido na área de chegadas. É só perguntar que vão lhe orientar. Lá, mostre a nota da mercadoria com o formulário que te deram e, talvez peçam para apresentar o produto.

 

Compra de lembrancinhas e produtos típicos:

Além de todas as dicas acima, fique ligado em informações mais específicas para a compra de souvenirs:

Uruguai 130

  • Caixas de alfajores, ímãs, doce de leite e bebidas podem ser encontradas por bons preços nas redondezas do Mercado Del Puerto. Por incrível que pareça, uma das partes mais turísticas de Montevidéu consegue oferecer esses produtos mais baratos do que no centro ou outros bairros. Até mesmo os alfajores avulsos são mais baratos por lá do que nos supermercados.
  • Em Colonia Del Sacramento, a grande oferta de roupas de lã, como casacos, ponchos e gorros, faz com que os preços sejam ligeiramente mais baixos do que na capital. E desconfie se o preço for muito baixo – provavelmente é da China.

 

Com certeza você também está interessado em saber onde comer barato no Uruguai, certo?

Preparamos um post especial com algumas boas opções em Montevidéu e Colonia Del Sacramento. Confira clicando aqui

Anúncios

4 comentários sobre “Como gastar menos no Uruguai

  1. Shay Gomes

    O site de vocês é muito útil e claro quanto às informações, isso ajuda muito! Porém, tenho uma duvida. O IVA é pago em todas os restaurantes, bares e similares, quando se paga em dinheiro? é possível um mesmo local cobrar o IVA e o cubierto, por exemplo?
    Grata desde já.

    Curtir

    1. Olá, Shay! Sim, ganhamos esse “desconto”em todos os restaurantes, bares e afins quando pagamos com cartão. Já com dinheiro, esse imposto não é deduzido da conta e, dependendo do lugar, cobra-se também o cubierto. É bom sempre dar uma olhada no cardápio para ver essa inclusão e também verificar se o local aceita cartão. Esperamos ter ajudado. Abraços!

      Curtir

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s