Inhotim: um dos museus mais legais do mundo fica logo ali

Ao lado de gigantes, como o museu do Louvre e o museu do Prado, aparece o mineiro Inhotim na lista Travelers’ Choice Museus, do TripAdvisor. Esse ranking reconhece os melhores museus do mundo com base nas avaliações dos mais de 280 milhões de usuários mensais do site.

Se você for uma pessoa que não circula frequentemente pelo mundo das artes e não mora em Minas Gerais, como nós, é bem possível que nunca tenha ouvido falar deste lugar.

Pois é. Quando soubemos sobre Inhotim, localizado na cidade de Brumadinho, também nos perguntamos o porquê de ele aparece tão pouco na mídia nacional. E a dúvida só aumentou depois que o visitamos, porque, realmente, esse museu a céu aberto é fantástico!

 

O que ver em Inhotim?

Arte contemporânea e um paisagismo incrível.  São 140 hectares de puro deslumbramento. E fazemos nossas as palavras do Ricardo Freire (VnV), “Você pode até achar que já viu isso antes -um jardim de esculturas, um museu dentro de um parque – mas a dimensão do lugar, e a relação das obras com o espaço, fazem da visita a Inhotim uma experiência singular.”

Quem não gosta de arte contemporânea também vai ficar impressionado com as construções das galerias e com o jardim impecável. Crianças vão amar interagir com as obras. Idosos ou pessoas com dificuldades de locomoção também estarão bem, pois existem carrinhos que fazem várias rotas pelo complexo.

Curtimos muito visitar museus e outras exposições de arte, mas não somos nem um pouco entendidos e, às vezes, nossas reflexões sobre uma obra não passam de “legal” ou, pior, “não entendi nada”. Porém, Inhotim conseguiu mexer com nossos sentidos. Saímos de lá completamente apaixonados pela natureza e pelo impacto que as galerias nos causaram.

inhotim_miguel_rio_branco

 

Como é a visita

Como fomos durante um feriadão de 12 de outubro, sabíamos que o complexo estaria cheio, então lemos sobre as obras e definimos um roteiro com base no que era mais interessante para nós.

Compramos o ticket que dá direito ao carrinho e pegávamos carona para ir de um ponto ao outro. Em vários momentos optamos por ir a pé para apreciarmos o paisagismo lindo do lugar, tirar fotos e descansar nos vários banquinhos espalhados pelo parque.

inhotim_paisagismo_4

Aliás, Inhotim é totalmente preparado para receber o turista. Existem banheiros em praticamente todas as instalações de arte, quiosques e restaurantes espalhados pelo terreno. Realmente, é um programa para todos!

Dicas para explorar Inhotim

  • Se for visitá-lo durante algum feriado ou época de férias escolares, garanta seu ingresso pela internet e evite filas. Você pode comprar por aqui. Imprima um voucher e troque em um guichê exclusivo.
  • Chegue cedo para aproveitar com mais tranquilidade. Compramos o ingresso pela internet, chegamos um pouco antes do parque abrir e, quando as portas se abriram, todo mundo foi comprar ingresso. Menos nós. 😀 Entramos em algumas galerias quando ainda não havia ninguém.
  • Pegue um mapa assim que entrar no parque ou já baixe o seu antes de ir para lá. Tem quem diga que o melhor é ir andando e se perder por lá, mas para quem não é tão ~artístico~, pode ficar cansativo. Fazer uma rota com as obras que mais lhe atraem ajuda bastante. O Viaje na Viagem tem uma sugestão de roteiro para um ou dois dias de visitação.
  • Se você tiver apenas um dia para visitação, como nós, compre o bilhete que dá direito a pegar carona nos carrinhos elétricos (R$25). Parece uma coisa meio preguiçosa e ostentação, mas acredite, fez toda a diferença. Os carrinhos fazem três rotas diferentes e circulam por boa parte das galerias e instalações.

inhotim_transporte.JPG

  • Os restaurantes são bem caros, mas existem vários quiosques que vendem pizzas, cachorro-quente, sanduíches e picolés por preços mais moderados. Nós tropeçamos por acaso em uma lanchonete, por volta das 11h45 e conseguimos comer tranquilamente, sem muvuca, hambúrgueres que custaram menos de R$20 cada.
  • Quando chegamos na entrada do parque, nos informaram que naquele dia teria uma homenagem a “sei lá quem” e oferecem um ingresso adicional para comprar. De cara já dissemos “não, obrigado”, porque não queríamos gastar mais. Qual foi nossa surpresa ao ouvir, lá pelo meio da tarde, que era o MILTON NASCIMENTO fazendo a homenagem! 😦 Ouvimos o show dele pelo parque e foi emocionante. Mas perdemos a oportunidade de participar, por não termos pedido mais informações sobre a atração que nos ofereceram por um preço muito inferior ao de um show normal dele.  Então, fica a dica, esteja com a carteira aberto para novas possibilidades.
  • Se você combinar Inhotim com outras cidades mineiras da região, não durma em Brumadinho. A menos que você visite o parque em dois dias ou que se hospede nos hotéis chiques mais afastados, é melhor encarar uma estrada e chegar no seu próximo destino do que ficar por lá, pois a cidade não tem muitos outros atrativos.

inhotim_nascissus_garden

Como chegar

A cidade de Brumadinho está localizada a apenas 60km de Belo Horizonte, então pode ser um bate-volta bem interessante da capital mineira.

Do aeroporto até o parque são quase 100 km, mas atenção: não siga o GPS. O caminho mais fácil é seguir pela BR 381, sentido São Paulo, via Betim. O GPS, na maioria das vezes, coloca o carro em uma estrada de chão que pode aumentar em muito o tempo da viagem.

Nós havíamos chegado ao aeroporto de Confins no dia anterior, alugamos um carro e fomos de manhã cedo para lá. A viagem foi bem tranquila e levou cerca de 1h40, mas pode levar 2h horas.

Inhotim é perfeito para combinar com Belo Horizonte e Ouro Preto, por exemplo. Em um feriadão é possível visitar algumas cidades histórias e ter um respiro de arte contemporânea. Que tal dar uma olhada no calendário e ver quando é a próxima folguinha? 😉

Para informações atualizadas sobre ingressos, horário de funcionamento, agenda de exposições e até um tour virtual, acesse o site do Inhotim.

Nesse post contamos detalhadamente como foi o nosso roteiro pelas cidades mineiras e como aproveitar um feriadão para fazer este passeio.

Anúncios

4 comentários sobre “Inhotim: um dos museus mais legais do mundo fica logo ali

    1. Olá, Anna! Muito obrigado pelo seu comentário! Já fomos sim e, realmente, é um lugar muito romântico ! Começamos nessa semana o blog e, aos pouquinhos, vamos recheando com destinos incríveis. Agradecemos por nos acompanhar. Grande abraço!

      Curtir

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s